CONTATO

ENVIe UMA 

MENSAGEM  AGORA!

Adoro me comunicar, sou prático, sociável e profissional... então deixe sua mensagem, seja ela uma sugestão, dúvida, crítica ou um simples Olá!

Enviar Mensagem

Porque você engorda e emagrece?

Veja que 85% da obesidade é causada por fatores emocionais e sedentarismo. E, que 10% são de causas hormonais e apenas 5% de genéticas. Existe uma necessidade de compensar algo perdido na vida das pessoas e neste caso, o alimento provoca um grande prazer e ganhos secundários, preenchendo com rapidez e eficiência esta lacuna. 


Assim, as pessoas estão cada vez mais ingerindo "tranqueiras" de todo o tipo (comidas industrializadas) e ficando mais sedentárias. Porém, caso você queira sair deste "padrão indigesto" que vem atormentando sua vida, partir para novos hábitos e manter uma vida saudável e cheia de prazer, apresento-lhe alguns sabotadores que você deva conhecer:


Frustração Pessoal

Você já deve ter assistido algum filme em que a mocinha se esbalda na frente da televisão com chocolates e pipoca por conta de ter levado um fora no relacionamento. Ela busca suprir a ausência do seu amor por conta de uma desilusão. Este sabotador não é apenas na parte amorosa. Pode estar associado também em perdas sexuais, profissionais etc. Para vencer este sabotador pessoa deve fazer um planejamento de vida, reorganizar suas metas de vida e melhorar a autoconfiança.


Afeto Familiar

Domingo em família, mesa farta e o prato principal é a comida feita pela vovó ou mamãe. A pessoa se esbalda naquele prato que remete à infância e boas lembranças. Além disso, é incentivada a comer mais pela família. O vilão neste caso seria para não negar o afeto da mãe, avó ou sogra, quebrando uma tradição e sabotando seu programa de emagrecimento.


Apego à autoimagem

É comum que quando uma pessoa começa a emagrecer, passe a estranhar a aparência, não reconhecendo a si mesma. Por mais que ela tente emagrecer, sempre vai sentir falta da aparência anterior. É necessário fazer uma reconexão neural, estimulando a pessoa que se veja de outra forma. É possível definir o padrão ideal que seria o peso almejado. Pode ser uma foto antiga quando ela era mais magra ou até mesmo algum modelo de revista. Isso irá mudar o padrão de imagem de que existe no seu subconsciente.


Se achar forte e não gordo

Este sabotador acaba agindo mais nos homens do que nas mulheres, mas não é uma regra. A pessoa se acha forte, mas confundindo gordura como musculatura. Ela associa a magreza como sinônimo de fraqueza. Trata-se de uma crença limitante que é possível ser desfeita.


Ostentação da Comida

Algumas pessoas criam a falsa ideia de que a gordura é sinal de abundância, principalmente aquelas que passaram por falta de comida na mesa quando criança, assim como aquelas que ostentam por considerar que a comida seja um prazer na vida. A pessoas devem deixar de hierarquizar os valores de comer em primeiro lugar, pois existem prioridades na vida com mais valores, como atenção à família, realização profissional, etc.


Resistência à Atividade Física

Este sabotador é um dos mais comuns. Além de sabotar o processo de emagrecimento, também estimula ao sedentarismo. Muitos associam a prática de exercícios físicos como um sofrimento e não como um caminho prazeroso para a saúde e bem estar. Chegando até dizer que existe futilidade em ter um corpo perfeito, sendo que precisam entender que o principal objetivo está associado à saúde e qualidade de vida.


Opinião negativa dos outros

Pessoas gordinhas são consideradas engraçadas, seja pela sua aparência física quanto suas trapalhadas. Quando emagrecem, é muito comum que pessoas comentem negativamente de que “antes era mais interessante” ou que “está com cara de doente”. Quando este sabotador age na mente, a pessoa deixa de escutar o que ela quer e sim o que os outros querem, correndo risco de reduzir o processo de emagrecimento ou até mesmo engordando mais um pouco. É necessário que a pessoa trabalhe bastante o foco de suportar a estranheza dos outros às suas mudanças positivas.


Dinheiro

É um dos principais auto sabotadores. A pessoa deixa de frequentar uma academia, ir ao psicólogo ou nutricionista pelo fato de não ter condições financeiras, quanto na verdade é apenas uma desculpa. É perfeitamente possível optar por uma alimentação mais natural e saudável e realizar atividades em outros locais que não academias. Além do que, nos dias de hoje tudo pode ser negociado e facilitado.

Perceba que as mudanças para um emagrecimento saudável e sustentável, devem ocorrer de fora para dentro. Com mudanças de pensamentos, emoções, comportamentos e a criação de novos hábitos. De repente um bom coach poderá orientá-lo nesta realização. Experimente !